Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Até podes ser tu...

Até podes ser tu, não o sei ainda, ninguém sabe de imediato estas coisas, mas existirão sempre almas boas que chegam para nos livrar do pecado, das mágoas e de casos mal resolvidos!

Por vezes há que aceitar que precisamos da ajuda de terceiros, do seu distanciamento e discernimento, do seu ar novo, para nos limparem o nosso e para nos provarem que é possível reter amores antigos, mas aceitando os novos.

Continuo a gostar de avaliar. Continuo a querer que a pele se erice e que os sentidos me falem, para depois saber que estou capaz de recomeçar a viagem. Desta vez vai ser menos atribulada, já sei como e o que fazer, que perguntas colocar de chofre, como te fiz hoje, não dando margem para qualquer manobra de diversão. O foco tem que ser óbvio, as vontades comuns, e a percepção de tempo bem definida, afinal de contas já não somos miúdos, e desta vez, ou sei que quem escolhi está pronto, ou nem sequer lhe vou permitir que me ocupe o espaço. Eu já sei de que lado da cama fico, como acordo …
Mensagens recentes

Encontrar a nossa voz!

Precisamos todos, sem excepção, de saber quem somos, o que fazemos aqui e para onde vamos. Precisamos de encontrar a nossa voz, a que nos assegura de que estamos no caminho certo e que conseguimos superar cada obstáculo, mesmo os mais duros e imprevisíveis. Precisamos de entender sobre o que falam os outros, de cada vez que usam "palavras" que não estão no nosso vocabulário.

Olhar em volta e reconhecer cada objecto, o que carrega, de onde veio e porque ainda se mantém connosco, trás-nos uma tranquilidade e segurança que vão muito para além do que se pode dizer ou explicar. Quando nos conhecemos, cada movimento parece estar a ser repetido de forma sincronizada e até as expressões que usamos com o que nos chega, é-nos familiar.

Encontrar a nossa voz deixa-nos saber como e do que rir quando estamos apenas nós, em momentos que mais ninguém partilha. Encontrar a nossa voz impede-nos de repetir erros, mesmo que aleguemos que pode ser diferente desta vez. Encontrar a nossa voz segu…

Pensamentos!

Pede-me que eu faço!

Pede-me que eu faço. Tudo, quero tudo. Quero-te a ti, enrolado no meu corpo, no chão, na cama, em qualquer lugar, não importa qual, desde que estejas comigo e em mim, a fazeres o que fazes tão bem e que me deixa sempre a querer mais.

- Queres matar-me miúda?

Quero que morras sim, mas do amor que me sobra, sempre que podemos ser apenas nós e enquanto o mundo aceita esperar tranquilamente, para que regressemos. Quero que me toques o corpo todo, que me deixes a gemer de um prazer que chega com a tua voz, com o teu olhar, com os lábios que esmagam os meus e que depois entres bem dentro de mim, tanto que não possas sair mais. Quero que me transformes na mulher mais completa, a que não foge de nada, a que te deixa conduzir porque já percebeu que será sempre para o lugar certo. Quero continuar a querer-te desta forma e que os teus desejos sejam a ordem que passarei a cumprir, sem questionar.

Não imaginava que duas pessoas se pudessem acertar desta forma, que fossemos precisar um do outro assi…

Silêncios...

Anos e anos de fantasia...

Por vezes deixamo-nos viver assim, a fantasiar quem queríamos manter na nossa vida. Atribuímos-lhe um olhar que é apenas nosso, que seria como desejávamos ser olhados. Damos-lhe um poder que nos guia a vida e a condiciona. Por vezes apenas vivemos anos e anos de fantasia e a pessoa que está mesmo do nosso lado, nunca existiu ou esteve sequer próximo da nossa realidade. Por vezes negamo-nos o salto de fé que devolveria sentido ao que somos, a única pessoa que importa e que poderá mudar o que não se encaixa, voltando a viver com sentido.

Anos e anos de fantasia que alguém quebrou em algumas horas, porque nada melhor que outra mente, um olhar novo e directo ao que nos esforçámos por esconder, sobretudo de nós. Anos e anos de fantasia à espera que um outro seja responsável pela felicidade que nos cabe, mas que apenas nós poderemos conquistar. Anos e anos de fantasia, porque nem sempre conseguimos ter quem realmente sabe de nós e nos completa. Anos e anos de fantasia a deixar de ser e quer…

Dúvidas...